Crianças Índigo

com Sem comentários

Crianças Índigo

Artigo de Marta Marques

Os mais espirituais dizem que os índigos vieram para mudar o mundo, os investigadores não arriscam tanto, mas não ficam indiferentes. Dizem que estas utilizam, em simultâneo, o hemisfério direito e o esquerdo do cérebro e, sendo assim, são mais intuitivas, criativas, espirituais e possuem uma facilidade nata para lidar com as novas tecnologias.

Como existe pouca informação, ainda há quem as confunda com crianças hiperactivas, por serem irrequietas e difíceis de lidar. Há diferentes tipos de índigo, mas costumam distinguir se quatro.

Tereza Guerra, mestre em Ciências da Educação e autora do livro ‘Crianças Índigo’, explica:

“Segundo estudiosos americanos há os humanistas (muito bons comunicadores e que se relacionam bem com os outros), os artistas (grande sensibilidade e intuição), os conceptuais (interessam-se mais por projectos do que por pessoas) e os inter dimensionais (possuem capacidades extra-sensoriais)”.

Alguns médicos já se mostram sensíveis a estas crianças e até “recomendam o meu livro a pais, educadores e professores. Têm a noção clara de que estão perante crianças que não podem ser medicadas com químicos, tipo Ritalina. Outros continuam a recomendar fármacos, o que é gravíssimo, pois prejudica as crianças e torna-as dependentes”.

 


Publicado na Revista Vidas do Correio da Manhã, Sábado dia 19 de Março de 2005.

Subscreva a nossa newsletter