Fim do Curso de Terapeutas Casa Índigo 2017-2018

Fim do Curso de Terapeutas Casa Índigo 2017-2018

com 4 comentários

Dia 21 de Julho realizámos o último dia do Curso de Terapeutas Casa Índigo. Praticamente todos conseguiram comparecer alegremente e partilhar deste momento tão especial numa energia envolvente de harmonia e confraternização. Gratidão a todos e a cada um dos novos Terapeutas Casa Índigo pela partilha e amor incondicional.

 

  • Ser Terapeuta é assumir a responsabilidade pela sua vida nas suas infinitas possibilidades!
  • Ser Terapeuta é aceitar a dádiva dos seus pequenos dons transformando a sua vida…
  • Ser Terapeuta é aprender a  retirar de dentro de si o melhor, para caminhar com alegria no coração…
  • Ser Terapeuta é aceitar o dom de cuidar, fortalecer, compreender, aliviar, amar em primeiro lugar a si mesmo e depois aos outros…
  • Ser Terapeuta é desenvolver o dom da palavra para fortalecer o outro, através do olhar, do silêncio, da compaixão…
  • Ser Terapeuta é retirar de dentro do outro o que ele tem de melhor, para aprender a ser mais autónomo e feliz…
  • Ser Terapeuta é ouvir todos os dias a voz do seu coração e acreditar que é possível viver a magia de amar sem fronteiras todos os seres da Natureza!
  • Ser Terapeuta é ser Farol de Luz para iluminar este Planeta!

 

 

 

PARABÉNS aos novos Terapeutas Casa Índigo

In Lack`esh (Eu sou um outro Tu)

 

4 Responses

  1. Maria Antónia Pedrão
    |

    As imagens de hoje fizeram-me recordar o ritual final do meu curso, há dois anos. Os ensinamentos que recebi foram patamares importantes na minha caminhada desde aí. Muito grata.

    Grata igualmente pelas mensagens diárias com textos fantásticos, que abrem janelas para a vivência de cada dia.
    Bem haja a quem recebe Inspiração para os escrever.

    • Alain Aubry
      |

      Obrigado, Maria Antónia!

  2. Rita Cortez
    |

    Já fiz o meu curso há dois anos e ainda hoje sinto que continuo a crescer e a mudar a minha vida. Foi estruturante para mim. Adorei. Muito obrigado.
    Rita

    • Alain Aubry
      |

      Obrigado, Rita!